deputado Julio Pina


https://schema.org/ NewsArticle Semad e PRF apreendem madeira de origem amazônica e doam para obra do Exército Semad e PRF apreendem madeira de origem amazônica e doam para obra do Exército https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEixa7UQm0dV1BEXmp2LkHcBZ05rmVKbkKaG-yS8HayAyWAtVlEqK9VSUZKUu0t-NnzzQ8f6aNkGCZLVUD13d4YUCnhvzNzKZ5pjHW6HiifYzNqqZ1mM6morej_vVeZmtuhA-ofVUHQCWRRRz_GYt7FPgirGKJU6E6g2ajSMoA_lKkJJHqIFr2fxDsvT52I/w1920/semad-aprende-madeira-ilegal-f01.jpg Organization Jornal Online Nossa Voz ImageObject https://www.jornalonlinenossavoz.com/2024/02/02-1706871234.html Semad e PRF apreendem madeira de origem amazônica e doam para obra do Exército

Mercadoria foi apreendida em posto da Polícia Rodoviária Federal localizado em Uruaçu e será utilizada no projeto de duplicação e restauração da GO-213, entre Caldas Novas e Morrinhos. 

 

Fotos: Semad e Exército Brasileiro 


Fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad) e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam dois caminhões com madeira da Amazônia e sem documento de origem florestal (DOF) na barreira que fica no km 192 da BR-153, no município de Uruaçu. As duas mercadorias somam 38,6 metros cúbicos. 


Com a carga apreendida, seria possível produzir o equivalente a 927 tábuas nos moldes usados pela construção civil. Se todas fossem enfileiradas, o comprimento seria de cinco quilômetros. "Essa é a maior apreensão de madeira sem DOF feita pela Semad nos últimos meses", afirma Rodrigo Pinheiro Bastos, gerente de Fiscalização Ambiental e Inteligência da secretaria. 


Os dois caminhões foram flagrados na barreira da PRF em momentos diferentes, um na segunda e outro na terça-feira. A princípio, não existe ligação entre eles. O motorista do caminhão abordado na segunda-feira (29/01) disse aos policiais que saiu do Pará com destino ao Paraná. Ele transportava uma carga de 3,25 metros cúbicos de espécie de madeira amazônica chamada Angelim Vermelho. 


O caminhão abordado na terça-feira era um bitrem, com capacidade de transporte bem maior. Levava 35,4 metros cúbicos de madeira de uma espécie chamada Acapu. O motorista relatou aos agentes na situação que o destino final seria o município de Anápolis. Tanto Angelim Vermelho, quanto Acapu são consideradas madeiras nobres, usadas em larga escala na construção civil. 


A venda e a receptação de madeira, lenha, carvão e outros produtos de origem vegetal sem licença emitida por órgão ambiental é crime tipificado pela Lei Federal de Crimes Ambientais n° 9.605/1998, com pena que pode chegar a detenção de um ano e multa. Além das implicações criminais, os responsáveis também terão que lidar com as sanções administrativas. Os dois veículos foram apreendidos.


Duplicação da GO-213

Toda a madeira foi doada para o 2º Batalhão Ferroviário do Exército. "Ela está sendo usada em estruturas de apoio à obra de duplicação e restauração da GO-213, no trecho entre Morrinhos e Caldas Novas", afirma o capitão do Exército Brasileiro Ulisses Costa. "A doação da Semad proporcionou economia aos cofres públicos". 


O projeto de duplicação de 48 km da GO-213 está sendo realizado pelo Exército, via convênio assinado com a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). 


"Já utilizamos parte da madeira na construção da usina de asfalto e do posto de gasolina que darão suporte à obra. O posto terá dois tanques de 30 mil litros cada e a fundação vai ser com estaca de madeira, que ajuda a dissipar a força sobre a terra e impede o posto de afundar", explica Ulisses. 


 O capitão afirma que o Exército receberá a visita do governador Ronaldo Caiado no canteiro de obras no dia 6 de fevereiro. "Faremos questão de agradecê-lo pela doação feita pela Semad e parabenizá-lo pelo trabalho de excelência feito pelo governo na seara ambiental", completa. 







Fotos: Semad e Exército Brasileiro


Legenda: madeira apreendida pela PRF e pela Semad em Uruaçu foi doada para obra do Exército


* Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - Governo de Goiás


true 2024 pt-BR WebPage https://www.jornalonlinenossavoz.com/#website https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEixa7UQm0dV1BEXmp2LkHcBZ05rmVKbkKaG-yS8HayAyWAtVlEqK9VSUZKUu0t-NnzzQ8f6aNkGCZLVUD13d4YUCnhvzNzKZ5pjHW6HiifYzNqqZ1mM6morej_vVeZmtuhA-ofVUHQCWRRRz_GYt7FPgirGKJU6E6g2ajSMoA_lKkJJHqIFr2fxDsvT52I/w1920/semad-aprende-madeira-ilegal-f01.jpg Notícias Goiás Últimas notícias Notícias Goiás Uncategorized

Semad e PRF apreendem madeira de origem amazônica e doam para obra do Exército

Mercadoria foi apreendida em posto da Polícia Rodoviária Federal localizado em Uruaçu e será utilizada no projeto de duplicação e restauração da GO-213, entre Caldas Novas e Morrinhos. 

 

Fotos: Semad e Exército Brasileiro 


Fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad) e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam dois caminhões com madeira da Amazônia e sem documento de origem florestal (DOF) na barreira que fica no km 192 da BR-153, no município de Uruaçu. As duas mercadorias somam 38,6 metros cúbicos. 


Com a carga apreendida, seria possível produzir o equivalente a 927 tábuas nos moldes usados pela construção civil. Se todas fossem enfileiradas, o comprimento seria de cinco quilômetros. "Essa é a maior apreensão de madeira sem DOF feita pela Semad nos últimos meses", afirma Rodrigo Pinheiro Bastos, gerente de Fiscalização Ambiental e Inteligência da secretaria. 


Os dois caminhões foram flagrados na barreira da PRF em momentos diferentes, um na segunda e outro na terça-feira. A princípio, não existe ligação entre eles. O motorista do caminhão abordado na segunda-feira (29/01) disse aos policiais que saiu do Pará com destino ao Paraná. Ele transportava uma carga de 3,25 metros cúbicos de espécie de madeira amazônica chamada Angelim Vermelho. 


O caminhão abordado na terça-feira era um bitrem, com capacidade de transporte bem maior. Levava 35,4 metros cúbicos de madeira de uma espécie chamada Acapu. O motorista relatou aos agentes na situação que o destino final seria o município de Anápolis. Tanto Angelim Vermelho, quanto Acapu são consideradas madeiras nobres, usadas em larga escala na construção civil. 


A venda e a receptação de madeira, lenha, carvão e outros produtos de origem vegetal sem licença emitida por órgão ambiental é crime tipificado pela Lei Federal de Crimes Ambientais n° 9.605/1998, com pena que pode chegar a detenção de um ano e multa. Além das implicações criminais, os responsáveis também terão que lidar com as sanções administrativas. Os dois veículos foram apreendidos.


Duplicação da GO-213

Toda a madeira foi doada para o 2º Batalhão Ferroviário do Exército. "Ela está sendo usada em estruturas de apoio à obra de duplicação e restauração da GO-213, no trecho entre Morrinhos e Caldas Novas", afirma o capitão do Exército Brasileiro Ulisses Costa. "A doação da Semad proporcionou economia aos cofres públicos". 


O projeto de duplicação de 48 km da GO-213 está sendo realizado pelo Exército, via convênio assinado com a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). 


"Já utilizamos parte da madeira na construção da usina de asfalto e do posto de gasolina que darão suporte à obra. O posto terá dois tanques de 30 mil litros cada e a fundação vai ser com estaca de madeira, que ajuda a dissipar a força sobre a terra e impede o posto de afundar", explica Ulisses. 


 O capitão afirma que o Exército receberá a visita do governador Ronaldo Caiado no canteiro de obras no dia 6 de fevereiro. "Faremos questão de agradecê-lo pela doação feita pela Semad e parabenizá-lo pelo trabalho de excelência feito pelo governo na seara ambiental", completa. 







Fotos: Semad e Exército Brasileiro


Legenda: madeira apreendida pela PRF e pela Semad em Uruaçu foi doada para obra do Exército


* Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - Governo de Goiás


 

Postado por:

sexta-feira, 02 fevereiro 2024, 10:53:00
 

Descrição: Semad e PRF apreendem madeira de origem amazônica e doam para obra do Exército Legenda; Semad e PRF apreendem madeira de origem amazônica e doam para obra do Exército

 
TAG´s:

 

 

Comentários