deputado Julio Pina


https://schema.org/ NewsArticle Fiscais da Semad flagram desmatamento de 17,9 hectares em fazenda de Luziânia Fiscais da Semad flagram desmatamento de 17,9 hectares em fazenda de Luziânia https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgkkVXsmEEeDiXKBN7y7KfPmeLnq5xxv59w1u1-JgxtD6yndS64uIF7PUyfFmBKw13HpJnECEbfoC45E1XTTTWFnZ4XH0QG7u_XmVscedU4zqGqknf-cqLBC3nyJy_yT-ZgrxEjjXFcFLg_UMHJG9vZ62gqLwx-Vi1C3zCilHS4zk9eYqhFkw7pye7qEOA/w1920/semad.jpg Organization Jornal Online Nossa Voz ImageObject https://www.jornalonlinenossavoz.com/2024/01/19-1705663914.html Fiscais da Semad flagram desmatamento de 17,9 hectares em fazenda de Luziânia

Área em que houve supressão irregular de vegetação fica fora de Área de Preservação Permanente (APP) e de reserva legal. Multa foi de R$ 18 mil. 

 

Foto: Semad-GO 


Em operação que aconteceu no começo da tarde desta quinta-feira (18/01), fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad) flagraram o desmatamento ilegal de 17,9 hectares de vegetação nativa em uma fazenda localizada em Luziânia. 


O perímetro em que houve supressão irregular de vegetação fica fora de Área de Preservação Permanente (APP) e de reserva legal. O responsável foi autuado em R$ 18 mil e a área em que se observou o ato ilícito foi embargada para quaisquer atividades que não disserem respeito à reparação do dano ambiental. Todas as sanções e medidas administrativas lavradas pelos fiscais da Semad têm o amparo legal do decreto federal 6514/2008 e da lei estadual 18.102/2013.


Esse é a terceira operação de campo que flagra desmatamento em uma semana. Na última terça-feira (16/01), a fiscalização constatou a supressão ilegal de 135,1 hectares de vegetação nativa em uma fazenda localizada no município de Planaltina de Goiás. A Semad aplicou multa de R$ 217,8 mil, embargou a área para quaisquer atividades que não sejam destinadas à recuperação do dano ambiental e apreendeu máquinas agrícolas avaliadas em R$ 220 mil. 


Na última sexta-feira (12/01), a equipe flagrou desmatamento de  12,4 hectares de vegetação nativa em área de reserva legal de uma fazenda localizada em Minaçu. O responsável foi autuado em R$ 65 mil.

 

A Semad embargou todas as atividades na área desmatada, exceto aquelas que disserem respeito à reparação do dano. Também apreendeu duas pás-carregadeiras, que juntas estão avaliadas em R$ 1,35 milhão. O proprietário não tinha licença do Estado para realizar a supressão de vegetação nativa. 


Redução no desmatamento

A tendência atual é de redução no desmatamento em Goiás. Segundo dados do Instituto Nacional Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgados no dia 28 de novembro do ano passado, a supressão de vegetação nativa caiu 18% no Estado, em 2023, em comparação com 2022. 


Goiás é o estado que registrou o maior percentual de recuo no desmatamento entre todas as unidades federativas em que ocorre o bioma Cerrado. Na sequência, aparecem o Mato Grosso (-17%), Minas Gerais (-12%) e Piauí (-5%). Em todos os outros, houve aumento nas poligonais desmatadas.


A secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, afirma que a redução já é resultado do pacto firmado pelo Governo de Goiás com setores produtivos com o objetivo de zerar o desmatamento ilegal no Estado até 2030.




Fotos: Semad


Legenda: Flagrante de desmatamento ilegal em Luziânia


* Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás


true 2024 pt-BR WebPage https://www.jornalonlinenossavoz.com/#website https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEgkkVXsmEEeDiXKBN7y7KfPmeLnq5xxv59w1u1-JgxtD6yndS64uIF7PUyfFmBKw13HpJnECEbfoC45E1XTTTWFnZ4XH0QG7u_XmVscedU4zqGqknf-cqLBC3nyJy_yT-ZgrxEjjXFcFLg_UMHJG9vZ62gqLwx-Vi1C3zCilHS4zk9eYqhFkw7pye7qEOA/w1920/semad.jpg Notícias Goiás Últimas notícias Notícias Goiás Uncategorized

Fiscais da Semad flagram desmatamento de 17,9 hectares em fazenda de Luziânia

Área em que houve supressão irregular de vegetação fica fora de Área de Preservação Permanente (APP) e de reserva legal. Multa foi de R$ 18 mil. 

 

Foto: Semad-GO 


Em operação que aconteceu no começo da tarde desta quinta-feira (18/01), fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad) flagraram o desmatamento ilegal de 17,9 hectares de vegetação nativa em uma fazenda localizada em Luziânia. 


O perímetro em que houve supressão irregular de vegetação fica fora de Área de Preservação Permanente (APP) e de reserva legal. O responsável foi autuado em R$ 18 mil e a área em que se observou o ato ilícito foi embargada para quaisquer atividades que não disserem respeito à reparação do dano ambiental. Todas as sanções e medidas administrativas lavradas pelos fiscais da Semad têm o amparo legal do decreto federal 6514/2008 e da lei estadual 18.102/2013.


Esse é a terceira operação de campo que flagra desmatamento em uma semana. Na última terça-feira (16/01), a fiscalização constatou a supressão ilegal de 135,1 hectares de vegetação nativa em uma fazenda localizada no município de Planaltina de Goiás. A Semad aplicou multa de R$ 217,8 mil, embargou a área para quaisquer atividades que não sejam destinadas à recuperação do dano ambiental e apreendeu máquinas agrícolas avaliadas em R$ 220 mil. 


Na última sexta-feira (12/01), a equipe flagrou desmatamento de  12,4 hectares de vegetação nativa em área de reserva legal de uma fazenda localizada em Minaçu. O responsável foi autuado em R$ 65 mil.

 

A Semad embargou todas as atividades na área desmatada, exceto aquelas que disserem respeito à reparação do dano. Também apreendeu duas pás-carregadeiras, que juntas estão avaliadas em R$ 1,35 milhão. O proprietário não tinha licença do Estado para realizar a supressão de vegetação nativa. 


Redução no desmatamento

A tendência atual é de redução no desmatamento em Goiás. Segundo dados do Instituto Nacional Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgados no dia 28 de novembro do ano passado, a supressão de vegetação nativa caiu 18% no Estado, em 2023, em comparação com 2022. 


Goiás é o estado que registrou o maior percentual de recuo no desmatamento entre todas as unidades federativas em que ocorre o bioma Cerrado. Na sequência, aparecem o Mato Grosso (-17%), Minas Gerais (-12%) e Piauí (-5%). Em todos os outros, houve aumento nas poligonais desmatadas.


A secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, afirma que a redução já é resultado do pacto firmado pelo Governo de Goiás com setores produtivos com o objetivo de zerar o desmatamento ilegal no Estado até 2030.




Fotos: Semad


Legenda: Flagrante de desmatamento ilegal em Luziânia


* Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás


 

Postado por:

sexta-feira, 19 janeiro 2024, 11:31:00
 

Descrição: Fiscais da Semad flagram desmatamento de 17,9 hectares em fazenda de Luziânia Legenda; Fiscais da Semad flagram desmatamento de 17,9 hectares em fazenda de Luziânia

 
TAG´s:

 

 

Comentários