Emendas Impositivas

About Me

header ads



header ads


   Compartilhar    Contador-img1  

Matriz de riscos da AGR é convalidada em reunião do Compliance

Comitê Setorial e titulares das áreas discutem, também, maturidade na gestão de riscos, ingresso de novas áreas no comitê e realização de reuniões mensais de acompanhamento. 


Foto: AGR 


O Comitê Setorial do Programa de Compliance Público da AGR se reuniu, nesta sexta-feira, com os proprietários de riscos da agência, em que foi convalidado o relatório de gestão de riscos do segundo quadrimestre de 2022. Eles também definiram que o comitê fará reuniões mensais em separado com cada um dos gestores para o acompanhamento mais efetivo dos controles de riscos e dos planos de ação. O presidente do Conselho Regulador, Wagner Oliveira Gomes, participou do encontro. 


A reunião, segundo o coordenador de Compliance da AGR, Hugo de Assis Furtado, é uma formalidade para que sejam aprovadas planilhas preenchidas pelos proprietários de riscos no quadrimestre, contendo dados das ações de controle que estão sendo desenvolvidas e se elas estão sendo efetivas ou se precisam ser alteradas, de forma a reduzir os riscos. Os relatórios do terceiro quadrimestre deste ano serão avaliados em janeiro de 2023. 


Outro assunto discutido na reunião foi a necessidade de formação em gestão de riscos. A AGR conta com nove servidores com certificação completa no Programa de Compliance Público. Para o presidente da AGR, Wagner Gomes, é fundamental que os proprietários de riscos, todos, tenham formação, iniciando pela gestão de riscos, uma vez que são eles que vão identificar, tratar e controlar os riscos nas suas áreas. 


Eles falaram, ainda, sobre a maturidade de riscos da AGR, atualmente no nível 2 e buscando alcançar o nível 3, que impacta mais na gestão de riscos; e do apetite a riscos que é um apetite baixo, em semelhança ao que ocorre na maior parte dos órgãos da administração estadual.


Durante o encontro, foi proposto pelo comitê, e acatado por todos, a inclusão de duas novas áreas no PCP: o Conselho Regulador e a Assessoria Contábil. Foi iniciada, inclusive a discussão sobre se vai ser um risco para cada conselheiro ou todos os riscos tratados em conjunto pelo colegiado.


E, por último, eles definiram que, para evidenciar com mais frequência o controle dos riscos, todo mês, o coordenador de Compliance se reunirá em separado com os gestores de cada área para ver como estão sendo tratados os riscos, registrando tudo em ata para, também, evidenciar o acompanhamento sistemático feito pelo comitê.


Para fortalecer ainda mais o trabalho do Comitê Setorial, o grupo contará com a servidora Solange Paula de Alvarenga, da Gerência de Energia, que tem a certificação em Compliance e poderá agregar ainda mais valor ao trabalho de acompanhamento da gestão de riscos junto às áreas.

Participaram ainda da reunião, os gerentes de Apoio Administrativo, Luís Scartezini; de Finanças e Dívida Ativa, Idelma Rodrigues; de Saneamento, Eduardo Henrique da Cunha; da Secretaria-Geral, Daniela Fleury; de Transportes, Delano de Pádua; de Gestão Institucional, Andréa Bonanato; e de Regulação, Graciela Profeta.


E, ainda, o ouvidor setorial, Francisco Vieira de Macedo; a procuradora setorial, Marianna de Souza Silveira; Gustavo Esteves, da Secretaria-Geral; Victor Azevedo, do gabinete da conselheira Natália Spadoni; Solange Paula de Alvarenga, da Gerência de Energia; e Gleidson Sampaio Neto e Karla de Souza e Lima, ambos da Gerência de Finanças e Dívida Ativa. 


* Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) – Governo de Goiás


Matriz de riscos da AGR é convalidada em reunião do Compliance | Jornal Online Nossa Voz

Senador Canedo

Fonte

 

fixImgOG fixImgOG fixImgOG