https://schema.org/ NewsArticle Omar Souto é tema de filme sobre descaso com arte pública em Goiânia Omar Souto é tema de filme sobre descaso com arte pública em Goiânia https://lh3.googleusercontent.com/blogger_img_proxy/AEn0k_vEad8v3F_04YDJmV7KgxqslH7Az78U8sEuRQm9zpJYwoeqt3znZRUVjUzQ2AzbDa8I3nX-2KJOM2Of1MLwQ5GV9BVyveHG23DSz712D45jxsOKTYSHeWUBPXic=w1920 Organization Jornal Online Nossa Voz ImageObject https://www.jornalonlinenossavoz.com/2022/10/omar-souto-e-tema-de-filme-sobre.html Omar Souto é tema de filme sobre descaso com arte pública em Goiânia
Fotos: Fred Le Blue


O selo "Goiânia, capital de 2030" lançou no aniversário de Goiânia, 24 de outubro, no canal do ARTetetur e HUMANismo, o último trabalho da websérie homônima de de educação patrimonial e ambiental. O curta "AMANHÃ, JÁ NÃO ESTARÁ MAIS LÁ" (https://youtu.be/obnQt36CEbA) trata do descaso público e da invisibilidade social em relação ao acervo paisagístico e artístico tombado no jardim do jornal Diário da Manhã (Vila Nova), com obras do monumental escultor Omar Souto. 


Durante 2022, o urbanista e vídeomaker Fred Le Blue, idealizador do movimento ARTetetura e  HUMANismo, tema sobre o qual realiza um pós doutoramento no Lab de Vivências Espaciais da EBA UFMG, lançou mais de 10 documentários sobre o comportamento ambiental de alguns espaços públicos, como o sempre esquecido Centro histórico da Goiânia, a partir de uma perspectiva  sistêmica de cidade, que pensa questões urbanas, sociais e ambientais de forma amalgamada. A proposta é autenticar a paradigmática memória da modernidade urbanista e ambientalista na cidade capital da Revolução de (19)30, por meio da associação da mesma com os 17 objetivos de desenvolvimento urbano sustentável da Agenda 2030: "o conhecimento da história urbana, é fundamental para pensarmos qual o modelo de imaginário coletivo e de pertencimento local,  queremos construir para o futuro da nossa cidade", afirma o artista. 


O desafio porém, segundo Le Blue, "é vencer as vozes antagônicas ligadas ao meio político,  empresarial e agropecuário em Goiás, que ainda dissociam valores econômicos, de valores sociais e ecológicos, quando já é patente que preservar o patrimônio natural, arquitetônico e cultural podem gerar fontes de receitas para atividades comerciais e turísticas, bem  como ganhos de imagens para empresas e governos social e ambientalmente responsáveis".





* Fred Le Blue

 

true 2022 pt-BR WebPage https://www.jornalonlinenossavoz.com/#website https://lh3.googleusercontent.com/blogger_img_proxy/AEn0k_vEad8v3F_04YDJmV7KgxqslH7Az78U8sEuRQm9zpJYwoeqt3znZRUVjUzQ2AzbDa8I3nX-2KJOM2Of1MLwQ5GV9BVyveHG23DSz712D45jxsOKTYSHeWUBPXic=w1920 Notícias Goiás Goiânia Últimas notícias Notícias Goiás Goiânia Uncategorized

Omar Souto é tema de filme sobre descaso com arte pública em Goiânia

Fotos: Fred Le Blue


O selo "Goiânia, capital de 2030" lançou no aniversário de Goiânia, 24 de outubro, no canal do ARTetetur e HUMANismo, o último trabalho da websérie homônima de de educação patrimonial e ambiental. O curta "AMANHÃ, JÁ NÃO ESTARÁ MAIS LÁ" (https://youtu.be/obnQt36CEbA) trata do descaso público e da invisibilidade social em relação ao acervo paisagístico e artístico tombado no jardim do jornal Diário da Manhã (Vila Nova), com obras do monumental escultor Omar Souto. 


Durante 2022, o urbanista e vídeomaker Fred Le Blue, idealizador do movimento ARTetetura e  HUMANismo, tema sobre o qual realiza um pós doutoramento no Lab de Vivências Espaciais da EBA UFMG, lançou mais de 10 documentários sobre o comportamento ambiental de alguns espaços públicos, como o sempre esquecido Centro histórico da Goiânia, a partir de uma perspectiva  sistêmica de cidade, que pensa questões urbanas, sociais e ambientais de forma amalgamada. A proposta é autenticar a paradigmática memória da modernidade urbanista e ambientalista na cidade capital da Revolução de (19)30, por meio da associação da mesma com os 17 objetivos de desenvolvimento urbano sustentável da Agenda 2030: "o conhecimento da história urbana, é fundamental para pensarmos qual o modelo de imaginário coletivo e de pertencimento local,  queremos construir para o futuro da nossa cidade", afirma o artista. 


O desafio porém, segundo Le Blue, "é vencer as vozes antagônicas ligadas ao meio político,  empresarial e agropecuário em Goiás, que ainda dissociam valores econômicos, de valores sociais e ecológicos, quando já é patente que preservar o patrimônio natural, arquitetônico e cultural podem gerar fontes de receitas para atividades comerciais e turísticas, bem  como ganhos de imagens para empresas e governos social e ambientalmente responsáveis".





* Fred Le Blue

 

 

Postado por:

quinta-feira, 27 outubro 2022, 11:45:00
 

Descrição: Omar Souto é tema de filme sobre descaso com arte pública em Goiânia Legenda; Omar Souto é tema de filme sobre descaso com arte pública em Goiânia

 
TAG´s:

 

 

Comentários