About Me

header ads


About Me 2

header ads


   Compartilhar    Contador-img1  

Políticas públicas para a população em envelhecimento são discutidas no 11º Coger

Titular da SES-GO apresenta estudo elaborado em Goiás no Congresso Centro-Oeste de Geriatria e Gerontologia (Coger), realizado em Goiânia.


Encontros na unidade são realizados presencial e semanalmente entre equipe multidisciplinar e gestantes 



A programação do 11º Congresso Centro-Oeste de Geriatria e Gerontologia (Coger) contou com a participação do secretário estadual da Saúde de Goiás, Sandro Rodrigues, que  discursou dentro do Simpósio sobre Multimorbidadde, Fragilidade Intrínseca e Demanda de Cuidados.

Sandro, que é médico especializado em Saúde da Família,  elucidou as políticas públicas voltadas para a população que está envelhecendo.  De acordo com o titular da SES, o desafio dos gestores é trabalhar  para que a pessoa em envelhecimento e idosos recebam atendimento integral e individualizado, levando em conta as especificidades de cada um.  


A SES-GO participou do estudo Oildes, elaborado em parceria  com a Universidade Federal de Goiás (UFG), que foi apresentado no Coger, mostrando como a população goiana tem envelhecido. A pesquisa Oildes foi feita com base no Relatório do Envelhecimento Saudável - Década 2020/2030, da Organização Mundial da Saúde (OMS). 


“Para desenvolver qualquer política pública específica para o envelhecimento é preciso ter evidência. Nosso estudo busca entender como as pessoas estão envelhecendo em Goiás. Não basta pegar um dado amplo, nacional. Essa questão deve ser subsidiada com dados locais”, disse Sandro Rodrigues. 


Pesquisa local

O estudo Oildes é um inquérito que visa investigar e analisar nas pessoas com 50 anos ou mais de idade no Estado de Goiás os padrões de Multimorbidade, Capacidade funcional, Capacidade intrínseca, Necessidade de cuidado e Qualidade de vida.  O trabalho foi criado com base em duas pesquisas de base populacional com pessoas idosas: “Projeto Idosos Goiânia” e “Projeto da REVISI”. 


Foram entrevistadas pessoas da Região Metropolitana de Goiânia, Ceres, Catalão, Rio Verde e Formosa. O número estimado de entrevistas é de 2.094 que será acrescida em 20% para possíveis perdas, totalizando 2.513 entrevistas. 


Os resultados poderão subsidiar a microgestão dos serviços de atenção primária, no âmbito da prática clínica, assim como a macrogestão cuja responsabilidade envolve os gestores dos municípios envolvidos no projeto. Goiás é o 10º estado com mais idosos no país. São 987.014 idosos vivendo nos 246 municípios goianos. Só em Goiânia, a população idosa corresponde a 13,9% da população total. No Estado são 25,7% de domicílios com idosos. 


Coger

O Congresso Centro-Oeste de Geriatria e Gerontologia 2022 visa discutir um mesmo tema sob a ótica de diferentes profissionais da área. Uma mistura de conhecimentos, habilidades e percepções que, em um cenário ideal, deveria constituir prática rotineira na abordagem de qualquer pessoa.  

O evento começou na quinta-feira (1º) e segue até este sábado (3) no Centro de Convenções de Goiânia. Além das palestras, os inscritos podem participar de workshops que abrangem temas como: cuidados paliativos, quedas de idosos, demência e outros. Os participantes ainda têm espaço para perguntas e respostas, a fim de ampliar o conhecimento e melhorar o atendimento dessa população.





Foto: Iron Braz


Fonte: Comunicação Setorial SES


Políticas públicas para a população em envelhecimento são discutidas no 11º Coger | Jornal Online Nossa Voz

Senador Canedo

Fonte

 

fixImgOG fixImgOG fixImgOG