About Me

header ads


About Me 2

header ads


   Compartilhar    Contador-img1  

Bilhete Meia Tarifa passa a valer a partir deste sábado; confira funcionamento



Inicialmente, serão sete linhas beneficiadas com a primeira fase do Bilhete Meia Tarifa em Senador Canedo. São elas: 327 (Terminal Senador Canedo/Monte Azul); 328 (Terminal Senador Canedo/Jardim Flamboyant/Residencial Prado); 329 (Terminal Senador Canedo/Residencial Jardim Canedo II); 331 (Terminal Senador Canedo/Boa Vista/Monte Cristo); 335 (Terminal Senador Canedo/Residencial Buriti); 336 (Terminal Senador Canedo/Flor do Ipê – Via UPA); e 337 (Terminal Senador Canedo/São Francisco/Vale das Brisas). Em seguida, a implantação do benefício em Goiânia e nas demais cidades será feita por etapas, a começar pela digitalização do serviço.


“Continuamos o nosso processo de modernização e evolução do sistema de transporte. Escolhemos Senador Canedo porque o prefeito é um parceiro do nosso sistema, está acompanhando e pode fazer este teste. Praticamente todas as linhas que circulam dentro da cidade vão operar a R$ 2,15”, explicou o presidente da CMTC, Tarcísio Abreu, afirmando ainda que, a partir da vigência da medida, os terminais dentro do município trabalharão sem linhas de bloqueio, nem catracas.


Legado e manutenção


Outras ações no transporte coletivo mantidas com o apoio do Governo de Goiás, como o Passe Livre do Trabalhador, o Passe Livre Estudantil, o pagamento via cartão de crédito ou débito e o Bilhete Único, seguem em funcionamento normal. No caso do Bilhete Único, ele poderá ser utilizado para que o usuário pague o Bilhete Meia Tarifa, fazendo suas viagens internas, assim como para viabilizar, quando necessário, o acesso ao segundo trecho e o pagamento da segunda meia tarifa. O passageiro poderá ainda usar a solução, por um período de duas horas e meia, a contar a partir de sua primeira validação.


Desde 2019, o transporte público não teve reajustes no preço da tarifa. De acordo com Adriano da Rocha Lima, em 2022, o subsídio do Estado para a manutenção do serviço será de R$ 87 milhões. No ano que vem, o montante subirá para aproximadamente R$ 115 milhões. “É para garantir que o sistema seja estável economicamente, financeiramente e para o passageiro”, afirmou ele. “A fortaleza do nosso sistema é a unidade. Oneramos todos com o mesmo objetivo, de entregar o melhor transporte a todos”, completou Tarcísio Abreu, ao comentar sobre o repasse de recursos de todos os entes envolvidos no processo.


“Esse primeiro passo dado em Senador Canedo deixa a gente muito lisonjeado. Com essa parceria entre o Governo de Goiás, a CMTC e as prefeituras da região, o grande ganhador será o usuário. Num cenário onde os preços só aumentam, com essas ideias inovadoras, vamos na contramão. É uma vitória muito importante para quem utiliza o serviço”, salientou o prefeito Fernando Pellozo. “Sempre acreditei na mudança do nosso sistema. Estava antigo, ultrapassado. Agora, temos algo unificado. Goiás sai na frente com este novo modelo”, afirmou o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz.


 

Bilhete Meia Tarifa passa a valer a partir deste sábado; confira funcionamento | Jornal Online Nossa Voz

Senador Canedo

Fonte

 

fixImgOG fixImgOG fixImgOG