About Me



About Me 2

header ads


   Compartilhar    Contador-img1  

Prefeitura de Senador Canedo inicia colônia de férias para atendidos do Centro de Convivência

As atividades socioeducativas são uma forma de proporcionar tempo de qualidade tanto para as criança quanto para os idosos, que durante dois anos ficaram sem o atendimento por causa da pandemia.




Teve início nesta quarta-feira (06), as atividades da colônia de férias da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (SEMASC), por meio do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-(SCFV), serviço que atende famílias em vulnerabilidade no município.


Cerca de 72 crianças participaram do primeiro dia da colônia de férias, organizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (SEMASC). Com o retorno dos trabalhos a evasão dos assistidos das oficinas para crianças e adolescentes, fez a equipe pensar em uma estratégia para melhorar a frequência.


“Nosso objetivo foi que depois da pandemia essas crianças não retornaram para o serviço de convivência principalmente por conta disso. Porque como o nosso trabalho é socioeducativo, para essas crianças não é atrativo é por isso que a gente pensou nessa programação da colônia de férias, uma coisa mais descontraída para trazê-los de volta ao serviço de convivência”, explicou Thaís Helene, diretora da proteção básica.


Diversão e apredizado


Um cronograma repleto de atividades que envolvem diversão e conhecimento, foram pensados para todo o mês de julho. A primeira atividade ocorreu no parque Areião, um dos maiores parques da capital, o local abriga centenas de espécie de árvores nativas do cerrado e conta com mais de quarenta macacos pregos que vivem por lá, além de quatro nascentes existentes no local. As crianças foram recebidas pelos guias florestais do local, que atende o ano todo. O serviço acontece em mais de 60 parques da cidade e executa atividades como: coleta de resíduos, educação ambiental, aspectos do meio ambiente e histórico do patrimônio.


“No mês de férias a gente tem o especial de férias que atende grupos diferenciados como os dos Cras. Como essa turma é grande, convocamos uma equipe maior para fazer esse acompanhamento“, disse Larissa Helena, educadora ambiental do parque.


Outro diferencial da colônia de férias do CRAS é a inclusão de crianças, adolescentes, jovens e idosos com deficiência. Para a dona Ana Maria, mãe do Anderson Miranda, que teve meningite e ficou com graves sequelas aos 13, e hoje, está com 36 anos. “Esse cuidado da equipe é muito importante, todo passeio elas me ligam para participar, a gente quase não tem oportunidade de sair e essas atividades são boas, ele acha bom demais, quando eu digo a ele que vamos sair“, destacou.


“Nosso trabalho também é um trabalho socioeducativo, então a programação não podia ficar só na questão do lazer, da diversão. Tem a parte da recreação, mas tem principalmente o lado socioeducativo. Aqui no Areião já tem esse trabalho educativo com a trilha, explicando sobre essa questão ecológica“ complementou, Thais Helene.


Já para os idosos, a programação é bem mais diferenciada, com direito a passeios em clube e visita à igreja da Matriz de trindade, onde o passeio será encerrado com uma missa.


Texto por Clarah Menezes

Fotos por Alexandre Manso


Prefeitura de Senador Canedo inicia colônia de férias para atendidos do Centro de Convivência | Jornal Online Nossa Voz

Senador Canedo

Fonte

 

fixImgOG fixImgOG fixImgOG