About Me

header ads


About Me 2


   Compartilhar    Contador-img1  

Grupos reflexivos para mulheres vítimas de violência doméstica começam em fevereiro

Os grupos serão coordenados pelo Centro de Referência Estadual da Igualdade




A Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), por meio da Superintendência da Mulher e Igualdade Racial, inicia em fevereiro, os grupos reflexivos de debate e discussão para as mulheres vítimas de violência doméstica, que podem se apresentar por vontade própria ou ser encaminhadas pela Rede de Proteção à Mulher.

A iniciativa faz parte da política de combate à violência contra a mulher do Governo de Goiás, implementada pelo Gabinete de Políticas Sociais e pela Seds.

Os grupos serão coordenados pelo Centro de Referência Estadual da Igualdade (Crei), uma unidade da Seds, que tem como competência o enfrentamento de qualquer forma de violência de gênero, racismo, combate à homofobia e tráfico de pessoas, por meio de atendimentos da equipe multidisciplinar.

Segundo a gerente de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, Juliana Ramos Caiado, o Crei tem como principio básico o respeito à dignidade da pessoa humana, visando a superação das desigualdades, combate à discriminação e promoção dos direitos do cidadão.

“O Crei presta orientação, acolhimento e acompanhamento psicológico, social e jurídico, às mulheres em situação de violência, à pessoas vítimas de racismo, homofobia, intolerância religiosa, no sentido de fortalecer sua autoestima, e possibilitar que essas pessoas se tornem protagonistas de seus próprios direitos, ampliando seu nível de entendimento sobre as relações de gênero, tudo de forma gratuita”, explica ela.

Além de atendimento às vítimas, o Crei conta, desde maio de 2019, com grupos reflexivos para os autores de violência doméstica, que são encaminhados pelos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e, também, pela Justiça Restaurativa do Tribunal de Justiça de Goiás.

Socioeducativo


Outra ação do Governo de Goiás em proteção às mulheres vítimas de violência doméstica, que também será de responsabilidade da Seds, é a implantação, neste ano, do projeto que visa levar grupos de discussão e enfrentamento à violência também para as alas femininas das unidades socioeducativas, que são de responsabilidade da Seds.

Para ter acesso aos serviços do Crei a vítima deve se encaminhar até a Seds, que fica na Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, nº 332, Setor Central, e procurar a unidade do Crei, no Bloco B (térreo).

Para mais informações: (62) 3201-7489 ou via e-mail pelo adm2014.crei.go@gmail.com.

Comunicação de Desenvolvimento Social



Fonte: Governo de Goiás

Grupos reflexivos para mulheres vítimas de violência doméstica começam em fevereiro | Jornal Online Nossa Voz

Senador Canedo

Fonte

 

fixImgOG fixImgOG fixImgOG